segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

23:52 Prospect Heights



Na vitrola,
o choro ri.
Entre ponto e contraponto
o colega e eu
recitamos lições em comum:
que não se vive de pontes,
que não se mede horizontes e
que estando fora e longe
desliga-se fácil
o canal de casa.
E o que toda
a boa pedagogia do bandolim
esqueceu de mencionar:
que o amor não basta,
e que talvez
nem mereça bastar.

Um comentário:

Arthur Miró disse...

ou ié saad... ou ié.
bjs