quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

Libélula



Trêmulo helicóptero
esquivando-se em quinas
da língua que de um estalo
dispara e se retrai.


3 comentários:

Alessandra Espínola disse...

Imagino essas libélulas pipocando e mais "outra coisa" que não pára de sair de dentro de você, "despontando na carne"! Me sinto privilegiada por você compartilhar tamanha intensidade e beleza e vida, sou afetada por cada palavra tua. Um beijo pra você!

dreamer disse...

at first i thought it was a political poem about lula, but now i'm not so sure. now somehow i'm imagining this from the dragonfly's perspective, like in those star wars movies where they fly through the redwoods really fast, except smaller and faster, "esquivando se em quinas". the amazing disappearing dragonfly. kind of amazing how much happens in four lines. lovely.

Lavínia Saad disse...

dreamer, pois eh, acho que tem algo de poema chines neste aqui. Sem quere querendo. Bjs