sábado, 27 de janeiro de 2007

combinatorix: poesia em rede



I.
Idéias, perdidamente apagadas
tal qual velas—
estas coisas natimortas
porém belas
me impressionam,
me tiram o sono.

II.
Uma libélula
Pousou na cabeça de um fósforo.
Em vez de apagar a chama
fez-se parte da trama--
em chama,
e logo em cinzas.

III.
Libélula-me!

3 comentários:

ETC disse...

Que drama, o dessa libélula, Lavínia! Mas que versificação mais bonita você soube fazer! Gostei demais!
Abração!!
Carlos Eduardo

Ricardo disse...

É o risco que se corre, viver... Incendeia-te!

Poesia em Rede disse...

Neste recanto de poesia queremos também partilhar o nosso com ousadia... Convidamos a participar!