segunda-feira, 30 de maio de 2011

ovo (versão 2.0)

ovo ermo
estala chora

chora morna
pura clara

clara corre
corre mole

demarrama
escorre
desliza

        morre.

Um comentário:

Blog do Pizano disse...

pouco importa
quem nasce primeiro
ou morre depois

seu belo poema mostra que
a poesia é intertemporal

abs, Lavínia