segunda-feira, 25 de abril de 2011

No aniversário do Descobrimento


Coroam este céu de noite
Outrora tão sereno

Cinqüenta margaridas de pólvora.
Ai esquecimento, ai límpido veneno--

Quanta flor plantada
Em tumba errada.



1997