terça-feira, 26 de abril de 2011

Metacarpo, metatarso

Metacarpo, metatarso
Medram por entre falanges
Coisas doídas distantes
Que se arrastam
Perambulantes
(Que arrasam)

Dores errantes.

Dos meus ventrículos
(Reles
Latejantes
Prostíbulos)

Ela me perfura

Membranas:

Ai! A minha
Raiva!

2 comentários:

Fouad Talal disse...

para a anatomia da raiva o coração é uma bomba literal.

lembrou-me Maiakovski:

"O coração tem domicílio no peito.
Comigo a anatomia ficou louca.
Sou todo coração -
em todas as partes palpita."

um abraço!
ft

Fouad Talal disse...

ah sim!

quando sair sua coletânia poética, por favor deixe um recado.

estamos (eu e eu mesmo) ávidos por um livro seu.