terça-feira, 10 de dezembro de 2013



A cada dia me faço
mais econômica
e Veloz.

Um dia serei assim:
Atômica
Relâmpaga
Monissilábica
Ó.

Viverei na pausa
das entre-palavras
no relaxar do diafragma
E apenas.

Onde: Lê-se o que bem se entender.
Quase tudo, ou quase nada.
Quase turva, ou quase clara.

O eco tem eco.
Serei então:
            a antesala do silêncio.

4 comentários:

f. talal disse...

o silêncio é uma farsa muito bem interpretada.

sigo-te.
uma ave sem bússola.

Beatriz Cristina dos Santos disse...

Oi bom dia, estou querendo divulgar minha página de poemas, adorei seu blog.

Pode curtir para me ajudar?

https://www.facebook.com/poemasdabea

bjs

F. Talal disse...

" "

f.f. disse...

onde estará vc? quero-te mais ler!